terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Lovin'

- Gosto tanto de ti!
- Eu não gosto.
- Okay, tens bom remédio.
- Existe uma enorme diferença entre gostar e amar.
- Explica-me.

...

Amar  é não conseguir viver sem a outra pessoa.
Amar é preocupar.
Amar é fazer o outro sentir-se especial.
Amar é mais do que gostar.
Amar é proteger.
Amar é algo com ou sem sentido.
Amar não tem um significado objectivo.
Amar é algo filosófico e subjectivo.
Amar é aquilo que só algumas pessoas têm capacidade para sentir.
Amar é aquilo que só algumas pessoas têm capacidade para demonstrar.
Amar é... Não sei.
Amar é... Aquilo que sinto por ti <3

Tenho Vontade de Chorar

M, tenho vontade de chorar.
Então porquê?
É tão injusto! Cada vez que me lembro do que fizeste... Da forma como me trataste no meu aniversário. Do desprezo que me deste sempre que foste visitar os teus amigos à tua antiga escola. E principalmente daquela vez... Tu sabes...Sim, daquela vez em que nos reencontrámos passado um mês inteiro sem nos vermos, e tu me deste o maior desprezo que podias ter dado a alguém. Daquela vez em que nos encontrámos nas férias, e na qual sentida e ingenuamente te disse "M, tenho saudades tuas. Porque é que me fazes isto?". Tu nem foste capaz de me olhar nos olhos, viraste a cara e riste-te com o teu amigo de outro assunto qualquer sem importância. Não tens noção do estado em que me deixaste com esse teu simples acto. Nesse dia senti uma facada tão grande no estômago, como nunca na minha vida tinha sentido. Foi o momento em que mais desejei desaparecer de tudo, de ao pé de ti, de ao pé dos nossos amigos, daquele lugar, só me apetecia ficar sozinha. Acredita que foi o pior e o mais indescritível sentimento que alguma vez me assolou... Mas olha agora: voltaste a tratar-me como no início. Olha agora: sentes saudades minhas. Agora não consegues passar um dia sem me dizer uma única palavra. Agora amuas quando não te respondo de imediato ás mensagens. Agora voltaste a ti. Agora és aquele que conheci desde o o princípio... Mas a grande dúvida permanece em mim: Até quando? Quanto tempo é que irá durar isto?... Ás vezes penso se será que um dia voltas a fazer o mesmo que fizeste. Se me voltarás a deixar no mesmo estado que me deixaste. Eu não quero isso! Eu não quero voltar a sentir o que me fizeste sentir, M, não quero! E juro que te vou odiar para sempre se me voltares a magoar desta maneira.
É por isto que choro, M.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Dá sempre mau resultado

No outro dia, numa aplicação do facebook apareceu uma frase a dizer: "Cuidado com os teus actos. As consequências espalham-se rápido". Parecia que estava a advinhar LOOOOOOOL É tão irónico.

Isto irrita-me tanto! Este assunto está a dar comigo em doida! Todo este boato, esta falsidade das pessoas, as mentiras, as perguntas... NAO AGUENTO MAIS! DEIXEM-ME EM PAZ!
E depois existe o OUTRO dilema. Sim ou não? São as perguntas que toda a esta pressão me tem colocado em cima. Existem prós e contras, como em qualquer questão. Mas será que vale a pena ir pelo "sim". Põe em causa tantas coisas... mas por outro lado é tão cagativo. E depois ainda há a questão daquela persistência, aquela pressão, que me irrita profundamente. Eu não quero ser um fantoche de ninguém!

AIIII! Estou farta, parece que isto está a começar a degradar a minha imagem, estou a fazer figura de parva. E a minha ingenuidade está-me a levar desta pra melhor.

Confiar nas pessoas? Será que vale a pena? Só fazemos pior. Contar "segredos" a alguém, para nos ajudar a tirar algum peso da consciência será suficiente? Ou não vale o esforço? A minha mente inocente e ingénua diz-me que sim, mas ya... já aprendi que não vale mesmo a pena. E a vida é mesmo assim, vai-nos ensinando lições das quais tiramos, ou não, algum partido. E como diz o velho ditado: «é com os nossos erros que aprendemos». Pois, eu confesso que no último ano, a vida me tem dado grandes lições, e apesar das más consequências que me trouxe, eu tive a capacidade de tirar partido delas.

A verdade é que muitas má(i)s virão, feliz ou infelizmente...

p.s. ninguém vai perceber nada deste post lol, só quem sabe. são desabafos.

domingo, 5 de dezembro de 2010

Dear Blog

Querido Blog,

Tinha saudades tuas. Ultimamente ando desleixada, não tenho paciencia para nada nem ninguém. Okay, isto é mentira... simplesmente não tenho tido inspiração ou nada para contar.

Acho que estou feliz, a vida corre (quase) como eu quero. Quer dizer, não tenho razões de queixa: sou feliz assim. E grande parte disto se deve ao "Segredo". Pode parecer estúpido, ou supersticioso ou wtv acreditar nisto, mas eu acredito. Acredito neste força exterior a nós que comanda a nossa vida, o nosso destino. Sim porque mesmo apesar de tudo, somos nós que comandamos o "Segredo", somos nós que decidimos aquilo que queremos ser, aquilo que queremos ter. E essa é a maior força que existe: a força de QUERER!

Enfim, resta-me agardecer então a essa força exterior... ou a mim... bem: Obrigada :)

Hugs and Kisses,

Sara

domingo, 21 de novembro de 2010

Sem arrependimentos

Sim, tomei uma decisão! Aliás, já alguns dias a tinha tomado...
Vou aventurar-me mais! Viver bem a vida! E aproveitá-la ao máximo! Sem ressentimentos ou arrependimentos... Porque no fundo, no fundo, acho que é preferível nos arrependermos de algo que fízemos, do que nos arrependermos de não o ter feito.
A vida é só uma passagem, e cada segundo dela deve ser vivido na sua totalidade. Sem monotonias, nem imagens a preto e branco.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

O Segredo Funciona

O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona O Segredo Funciona


Obrigada por tudo o que tenho: a minha vida, a minha família, os meus amigos Obrigada por tudo o que tenho: a minha vida, a minha família, os meus amigos Obrigada por tudo o que tenho: a minha vida, a minha família, os meus amigos Obrigada por tudo o que tenho: a minha vida, a minha família, os meus amigos Obrigada por tudo o que tenho: a minha vida, a minha família, os meus amigos Obrigada por tudo o que tenho: a minha vida, a minha família, os meus amigos Obrigada por tudo o que tenho: a minha vida, a minha família, os meus amigos Obrigada por tudo o que tenho: a minha vida, a minha família, os meus amigos Obrigada por tudo o que tenho: a minha vida, a minha família, os meus amigos Obrigada por tudo o que tenho: a minha vida, a minha família, os meus amigos Obrigada por tudo o que tenho: a minha vida, a minha família, os meus amigos Obrigada por tudo o que tenho: a minha vida, a minha família, os meus amigos Obrigada por tudo o que tenho: a minha vida, a minha família, os meus amigos Obrigada por tudo o que tenho: a minha vida, a minha família, os meus amigos Obrigada por tudo o que tenho: a minha vida, a minha família, os meus amigos Obrigada por tudo o que tenho: a minha vida, a minha família, os meus amigos Obrigada por tudo o que tenho: a minha vida, a minha família, os meus amigos Obrigada por tudo o que tenho: a minha vida, a minha família, os meus amigos Obrigada por tudo o que tenho: a minha vida, a minha família, os meus amigos


Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO! Todos os meus desejos se vão realizar porque eu o MEREÇO!



Quando lerem "O Segredo" vão entender *-*
Adoro o karma :)

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Luxury


Quero... o vermelho dos rubis,
Quero o púrpura das rosas,
o verde das esmeraldas,
o azul das safiras.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

MUUUM, I WANT A DOG!

Olhem como ele olha pra mim. Está mesmo a pedi-las!

Este Shiba Inu há-de ser meu! *-*

Só falta arranjar um nome. Ah e convencer os meus pais --'

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

"I Wanna Fight For This"(original) by Me

"[Verse 1]
I can see your eyes, they’re following mine
Even if I try, my happiness I won’t be able to hide
You’re the only one who makes me shine
It’s like everything you say or do it gives a sign

[Pre-Chorus]
When I look at you, everybody says my eyes can glow
Tired of doing my life based on yours
I want to be free, even though my heart says no
Don’t know where I have to go

[Chorus]
I wanna fight for this
But I’m kinda tired… of these worthless wars
Wouldn’t be easier with a kiss?
Why did you stop… opening our doors? / You’de be mine and I’de be yours.

[Freestyle]
For you I was special, I thought
Started to realized, I was nothing at all
In the middle of this dream I was caught
Was I like fell in the floor, and started to crawl

I wondered how it would be to be you
How to turn a lie into true
How something so simple could tune me so down
When you turned me a queen, and then took me my crown
You liar"


Sara Melo

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Neutralizador

AHHHH odeio isto! Quero tirá-lo da minha cabeça, quero esquecê-lo, quero que seja como se nunca nos tivéssemos conhecido! Por vezes, penso como era bom que existisse uma forma de apagarmos as más memórias do nosso cérebro. Como um neutralizador, daquele filme, o Matrix. Não seria tão mais fácil?

Irrita-me. Revolta-me o facto como qualquer coisa que veja me relembre dele, seja um cartaz, alguém que diga uma frase tipicamente dele, ou até umas iniciais escritas num livro de matemática.

Parece um vício!

E eu pareço um fumador que todos os dias diz: "Este é o meu último cigarro" e no dia seguinte lá vai comprar um novo maço de tabaco pra continuar a alimentar o seu vício.

Bem, eu todos os dias digo que o vou esquecer, e o resto... já vocês imaginam.

domingo, 26 de setembro de 2010

Photo Phascination

"The best thing about a picture is that it never changes, even when the people in it do."

Adoro a nostalgia duma boa fotografia, aliás, nem precisa de ser um boa fotografia, pode ter a pior qualidade do mundo mas continuar a ter uma história por detrás dela. Porque duma história vem outra história que se antecedeu ou se procedeu a outra hisrória, que também se conecta a outra ou a outras histórias que ate têm algo em comum com outras histórias... Ou seja, duma história chegamos a outra, e a outra, e a outra. Então, uma fotografia que até agora tinha o tamanho de 10x15, por exemplo, passa a ter  o tamanho de 1000, de 20.000, de 2 milhões, de infinitas histórias! Um pedaço de papel fotográfico tão fisicamente insignificante, mas tão importante emocionalmente.


É por isso que a passagem do tempo me fascina. Como uma foto, quando tirada, pode nao significar grande coisa, mas que quando passado algum tempo passa ter logo outro significado. Talvez nos traga sentimentos de ternura, ou até de ódio, mas uma coisa é certa: a saudade há-de estar sempre presente. Porque quer queiramos quer não, antes de todo o mal teve existir o bom. E mesmo que relembremos um momento não tão feliz a partir de uma fotografia, acabamos sempre por recordar os bons momentos que se antecederam  a esse, sem nenhum "mas", "senão" ou "apesar de".

Turning Point

Este foi o meu "turning point", a minha inspiração.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Hoje Apaguei-o da Minha Vida!

Hoje apaguei tudo o que era dele: o número de telemóvel, todos os textos, todas as mensagens, todas as imagens!

Só queria que fosse possível fazê-lo tambem com todas as esperanças, com todas as imagens de um possível futuro concebido no meu cérebro, com todas as lembranças das coisas boas (e das más), com todas as memórias que por mais que tente apagar deixarão cicatrizes (pelo menos por agora, nos tempos mais próximos).

Mas preciso de seguir em frente, preciso de fechar este capítulo da minha vida, fechar a porta deste quarto escuro, abrir a janela mais proxima e escapar... Escapar ao passado e agarrar-me a tudo de bom que o futuro me possa trazer. Acho que o mereço.

domingo, 5 de setembro de 2010

18.01.10

«Nothing happens by chance. Our story started being written from the moment I "touched" him and stoped being just regular person. Then continued through, with interest shown by both sides. And then kept floating... Didn't move anymore. Was kept in eyes and smiles. But at least started. And if it started, it must go on! It won't be like a stick. Actualy, I can't have that "stick" on my way, otherwise I don't know if I will be able to move on. It must be knocked down and continue, for good. Yes continue, not ending. Things like these, stories like these, must not end. They must remain eternal, with no obstacles! Those? Those will be knocked out, sooner or later.»
18 Jan , 2010

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

sleepy world

Sinto-me estranha, sinto-me seca, sinto-me mais afastada das pessoas, sei la é estranho...
Serão as férias? ...
Se calhar é só sono :s

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Google it: "When will i find love?"

"When will I find love?"

É verdade, num pequeno acto de ingenuidade, vi-me na tentação de descobrir a resposta à minha pergunta através do tão nosso amigo Google.

Acabei por descobrir um site de quizzes: TeenNick, que me consegiu responder da seguinte forma:


«You'll find love when you get over you-know-who.
Got a go-nowhere crush? A never-ending infatuation with your ex? Those feelings suck for so many reasons... but here's one more. All the time you spend thinking about that seemingly perfect person might be preventing you from finding love with someone even more awesome. Pretend for a moment that your crush's name is Jamie. It's like your brain only has two categories -- "Jamie" and "Not Jamie." As long as you obsess over Jamie, you've closed off any possibility of finding love with a Not Jamie, even if it's the funniest, cutest, perfect-for-you-est Not Jamie in the world. Someday, you'll start to find one of those many adorable Not Jamies attractive... and that's when you'll find love.»









I'll keep waiting...

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Um dia...

"Um dia apago o Sol para que os teus olhos sejam os únicos a brilhar."

Aprender com o Passado

Sinto-me mais receosa em questões amorosas. No passado entreguei-me demasiado, fui inocente ao ponto de acreditar numa mentira, e parece que aprendi com isso.

Aprendi a desconfiar mais...


...Muito mais

Boys will be boys...

Estou completamente... (como dizer?), enfurecida, com raiva, magoada. AHHHHHH

Irrita tanto quando nos preocupamos com alguém e esse alguém simplesmente nos despreza. Quando vemos um dos nossos melhores amigos, que já não víamos há mais de um mês (devido ás férias), lhe dizemos que sentimos a sua falta, e ele, pura e simplesmente, vira a cara para o lado. Quando tentamos voltar a falar-lhe e a sua atitute se mantém fria e distante. Quando o confrontamos e lhe perguntamos o que se passa de errado, o porquê dessa atitude e ele continua de cara voltada. E num acto inconsequente de desespero ainda dizemos algo como "Não tens nada a dizer? Não queres saber não é?". Nada. Sem resposta. É como se uma faca nos atravessasse o estômago. Só apetece gritar e sair dali. (Exagero? Talvez. Mas só eu sei as minhas razões)

O que irrita ainda mais, é saber que nós não fizémos nada de errado e ele nos trata desta maneira. Saber que nos preocupamos a sério com essa pessoa e ela nem nisso é capaz de reparar. Aliás, quando vem das suas férias até ja arranjou outros amigos de substituição. Quando anteriormente tinha sido o próprio a dizer que não era devidamente valorizado (quando era mentira), e que gostava mais de nós do que nós dele... Pelos vistos, talvez tenha perdido a moral...

Agora tenho medo... de perder esta amizade assim desta maneira. É tão injusto!

I guess boys will be boys.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Filosofias

O grande objectivo universal de vida de um ser-humano é atingir a felicidade, seja através do amor, da riqueza, da fama, ou do que quer que seja.

A pegunta que coloco é a seguinte: e depois da morte, para que é que isso serviu?

Passamos a nossa vida preocupados com o que dizer, o que fazer... surgem-nos dúvidas como "será moralmente correcto fazer isto ou aquilo?" ou "se eu fizer isto, o que será que os outros vao dizer?"... Para quê? Vamos todos morrer. Ninguém é imortal. E no fim de contas, ninguém se vai lembrar de nós, dos mais comuns dos mortais.

A única solução é fazer algo de útil para a sociedade. Algo que fique para a História, e na memória de todos os que viveram na nossa era, e que passemos de geração em geração. Como Jesus, por exemplo, Napoleão Bonaparte, Elvis ou a Marilyn Monroe (que na realidade nem faz nada de muito útil, mas que se tornou um ícone).

Por outro lado, mesmo que nos tornemos "imortais" na memória do mundo, de que é q isto nos serviu? Nem sei o que está do outro lado do Universo. Parece que nem faz sentido a nossa existência. Aliás, a existência de nada faz sentido... Para quê existir? Para salvar alguma coisa? Para sermos os heróis que salvam o mundo de um ataque de aliens através da nossa inteligência capaz de construir uma máquina que destrua aliens? (okay, muito scyfy pra cabecinha lol) Mas para quê sermos heróis? Só para existir? Para isso mais valia nao existir mundo, e nao existirmos nós... Assim não haveria nada para viver. Sim porque nós quando vivemos, "vivemos", temos experiências humanas... e depois morremos... e de que serviu vivenciarmos isto? Depois da morte a quem vamos contar o que experienciámos? Com quem vamos recordar? Com ninguém... Porque deixámos de existir... Ou não.

Depois de pensar nestas coisas dá-me vontade de ser super rebelde! Dizer o que me apetece, fazer o que me apetece, porque nada me pode impedir. Sou um ser livre e quero viver ao máximo, aproveitar. Enjoy the ride! E depois acordo, e deixo de pensar dessa forma, tal como todos os seres humanos dominados pelas regras deste jogo que é a vida.

Whatever, são só filosofias...

segunda-feira, 12 de julho de 2010

domingo, 11 de julho de 2010

Amor/Ódio e (Des)ilusão


As pessoas desiludem-nos...

Quando conhecemos alguem de quem até gostamos, por quem sentimos uma grande afeição, uma ligação, alguem com quem gostamos de conversar, com quem nos rimos, alguem com quem nos sentimos bem e nos sentimos nós próprios... e a certa altura talvez ja haja algo mais que uma amizade... e depois, de um momento para o outro, essa pessoa nos desilude. Quando já nos encontrávamos tão próximos, essa pessoa muda, e estraga TUDO!

Como se de repente, essa pessoa deixasse de ser aquela que nos faz sentir tão bem, aquela com quem nos rimos e com quem gostamos de conversar, e passase a ser exactamente o oposto: alguem com quem não dá para ter um diálogo, uma pessoa insuportável e desrespeitadora... como se mudasse de corpo... com o nosso maior inimigo, por exemplo, e de um momento para o outro passasse a ser RE-PUG-NAN-TE olhar para ela!

É a desilusão... que só vem através da ilusão. A ilusão da felicidade, que quando atinge o seu expoente máximo, finalmente se revela, e aí sim nos decepcionamos.

Parece impossível, mas consegue-se passar de amor para ódio, assim... num piscar de olhos.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Ideias, Palavras, Acções

Odeio quando tenho uma ideia bem definida na minha cabeça e de repente algo me detém. Quando, no fim do dia, decido: "Sim! Vou mesmo fazer isto! Amanhã vou fazê-lo!" e no dia seguinte algo me diz que é melhor não... Algo surge e me alerta que talvez não seja boa ideia...

Agora vou esperar por um sinal. E quando ele se revelar passo das palavras à acção...

sexta-feira, 2 de julho de 2010

sometimes...


sometimes we give to much...

sometimes PEOPLE should stop to think we deserve more...

sometimes WE should stop to think they deserve more...



our "sometimes" are necessary too...

"Roma" ao contrário lê-se "AMOR"

AMOR, love, amour, amore, liebe, dragoste, láska, liefde, ást...
Tantas palavras tao concretas para um sentimento tão abstracto. Então, como é que algo abstracto pode ter uma definição concreta?
Segundo o dicionário, amor é um «sentimento que induz a aproximar, a proteger, ou a conservar a pessoa pela qual sente afeição ou atracção; grande afeição ou afinidade forte por outra pessoa(...)»

Mas então como se mede este amor? Como vamos nós saber quem ama mais? Serei eu? ou ele? ou ela? ou os outros?... ou nenhum de nós? ou será que todos amamos da mesma maneira?
Se calhar é mesmo assim que acontece, mas cada um tem a sua maneira demonstrar o seu afecto por o que quer que seja. E talvez, por vezes, não pareça que essa pessoa goste assim tanto do que diz gostar, quando na realidade gosta tanto ou mais que nós. É apenas a sua maneira de se expressar.

No entanto, sinto que é injusto. Como hei-de eu saber se alguém gosta de mim ou não? Devia ser possível estabelecer uma "escala de amor". Uma escala igual para todos, de 0 a 100. Seria tão mais fácil. Seria tão simples como " Diz-me quanto gostas de mim?" e em vez da resposta "Muito!", "Imenso!", "Tanto que nem imaginas!" ou até mesmo "Nada!", receberíamos respostas como "98,5", "62,8", "10"...

Mas, agora que penso, o "Amor" deixava de ser o que é! Deixava de ser este sentimento abstracto e subjectivo e misterioso ao mesmo tempo. Este sentimento que é universal a todos. Que existe desde sempre e para sempre. Algo que não é possível ser medido por mais que se queira ou se tente. É o AMOR...